Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Evolução’

CanceladoO cancelamento do 1º Fórum Unicamp de Filosofia e Ciência das Origens provocou a fúria de criacionistas notórios e anônimos, com as habituais, tediosas e previsíveis diatribes contra a Evolução, os “evolucionistas”, os “darwinistas”, a “nomenklatura”, o materialismo, e o escambau.

(mais…)

Read Full Post »

Como já vimos, criacionistas em geral, e os partidarios do chamado “design inteligente” em particular, tem a tendência de advogar uma espécie de Conspiracionismo para justificar a ausência de apoio para suas teses no seio da comunidade científica. Isto é, haveria uma especie de Grande Conspiração Global, envolvendo todos os cientistas, de todo o Mundo, independente de instituição, país, regime político, religião, ou ideologia. (mais…)

Read Full Post »

Mais adiante, desafiado a falar sobre o tema em pauta, Evolução e Darwin, nosso O Crente destila um verdadeiro calhamaço ‘técnico’ discorrendo sobre como as Leis da Termodinâmica, tornariam impossíveis a origem química da vida e a Evolução.
Se corretas, as considerações do calhamaço certamente fariam do nosso crédulo amigo um candidato fortíssimo ao Prêmio Nobel, derrubando os resultados de 150 anos de investigação cientifica. (mais…)

Read Full Post »

Por ocasião do bicentenário do nascimento de Charles Darwin, em 12 de Fevereiro, o Amalgama publicou um post celebrativo, : Charles Darwin, evoluir ou morrer.
Um post curto, despretencioso, a celebrar a vida e a obra desse grande cientista, somando-se às diversas iniciativas semelhantes que se realizaram ao redor do mundo, e que ainda se realizam.
Pois bem, desde então este post tem atraído a atenção de vários apologistas anti-evolução, gerando uma troca de comentários que o transformou no Post Mais Comentado de Todos os Tempos, com recordistas + 200 comentários, até o momento.
Tem sido interessante acompanhar essa troca no Amalgama , especialmente por permitir observar in loco as atitudes, e concepções distorcidas, das pessoas que fazem apologia anti-evolução, de inspiração nítidamente religiosa. A desonestidade intelectual é abundante, assim como uma grande incapacidade de fazer relações lógicas. Isso e mais, ignorância total da matéria, incompreensão dos conceitos envolvidos, desconhecimento acerca do funcionamento das Ciências e do Método Científico. Toneladas de wishfull thinking. (mais…)

Read Full Post »

Em cartaz no Museu Nacional/UFRJ a exposição Dinossauros no Sertão.

Exposição Dinossauros no Sertão em cartaz no Museu Nacional/UFRJ

Exposição Dinossauros no Sertão em cartaz no Museu Nacional/UFRJ

Mais detalhes aqui.

Read Full Post »

E aqui estamos, começando devagar, devagarinho. Preguiçosamente como todo bom felino.

Como não passará despercebido aos bem informados, o nome deste blog é uma referência a uma frase atribuida ao biológo J. B. S. Haldane, que pode ser traduzida como: “Deixarei de acreditar na evolução quando alguém encontrar um fóssil de coelho no Precambriano”. Para se ter uma idéia, no Pré-cambriano, há mais de 500 milhões de anos, não haviam, por exemplo, quaisquer animais ou plantas terrestres. A vida na Terra estava apenas começando sua marcha evolutiva. Logo, pela Teoria da Evolução, algo como fósseis de coelhos ou gatos (animais modernos, como sabemos) no Pré-cambriano seriam impossíveis. E de fato, jamais se encontrou algum fóssil desse tipo. O registro fóssil apresenta uma grande coerência nesse sentido.

No lugar e no TEMPO errados!

No lugar e no TEMPO errados!

Bom, também já dá para perceber a que vem esse blog. Estamos no Ano de Darwin (e também no Ano Internacional da Astronomia), celebrando os 200 anos do nascimento do cientista, e 150 da publicação de sua obra mais famosa The Origin of Species. O que tem produzido ativas discussões e atividades na Internet não só por aqueles que divulgam e fazem Ciência, como por aqueles que a combatem à partir de dogmas religiosos (ainda que não assumidos). Meu propósito é, dentro dos meus limites de leigo informado, contribuir para a difusão de informação crreta, e honestamente produzida.

Até breve.

Read Full Post »